Pororoca Coral

Coro de Cor, Coro de Corpo, Ordinariuzão e CEDAE

Curadoria
Maria Clara Barbosa

Coro de Corpo
Coral carioca formado em 2018 pela regente Nayana Torres, com o propósito de juntar a música vocal e corporal para enriquecer sua pesquisa de mestrado. Com um repertório voltado para a música brasileira, o Coro de Corpo passeia por diferentes gêneros musicais como o samba, xote, pop, ijexá, baião, maracatu e ciranda. Os ensaios são repletos de jogos e atividades lúdicas que buscam desenvolver no grupo a capacidade de integração e conexão com a música, com o outro e consigo mesmo. O coral é para público livre, ou seja, qualquer pessoa pode inscrever-se e tornar-se um membro.

Coro de Cor
O grupo teve início em 2004, por iniciativa de quatro amigas que queriam voltar a cantar. A esse grupo inicial juntaram-se outras quatro mulheres, e o coro se iniciou. Ao longo desses anos de ensaio, o grupo se modificou algumas vezes, mas sempre mantendo suas principais
características: a de ser formado apenas por mulheres, e de ter na MPB sua principal fonte de repertório.
O grupo tem a proposta despretensiosa de divertir e emocionar com canções conhecidas do repertório brasileiro, mas apesar de ser um coral amador encara com seriedade os desafios propostos pelos arranjos, sempre buscando o máximo aprimoramento musical e artístico.
O Coro de Cor já existe há 18 anos, e já se aprecentou no Ibeu, Sala Baden Powell, Forte de Copacabana além de inúmeros encontros de corais e pretende continuar suas atividades por muito tempo.

Ordinariuzão
O Ordinariuzão se dedica a interpretar um repertório de MPB em arranjos originais de Augusto Ordine escritos originalmente para o septeto Ordinarius e adaptados para coro. O trabalho teve início semanas antes do início da pandemia e, após dois anos de ensaios online, inicia agora em 2022 sua trajetória fora das telas. A preparação vocal e produção é de Maíra Martins, também cantora do septeto Ordinarius.

Coral da CEDAE
O coral da CEDAE nasceu no ano de 1993 sob a regência do Maestro Marcos Leite, que esteve à frente do grupo até o seu falecimento em janeiro de 2002 quando Neila Ruiz, que já era preparadora vocal do conjunto, assumiu a direção do coral. Em 2016 o grupo retomou suas atividades tendo como regente a Maestrina Bianca Malafaia e como Pianista / Arranjador Filipe de Matos Rocha. Em 2019 Miriã Valeriano assumiu a regência do grupo e segue a frente do mesmo juntamente com Filipe de amados Rocha.

Paço Imperial
Praça XV de Novembro, 48
Centro - Rio de Janeiro
55 21 2215 2093
 
Terça à sábado e feriados das 12h às 17h
Entrada Franca
 
Bistrô do Paço
De segunda a sexta, das 11h às 19h30
Sábados, domingos e feriados, das 12h às 19h
 
Restaurante Arlequim
De segunda a sexta, das 10h às 20h
Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h